Aveia, uma escolha saudável

A aveia é um cereal de baixo custo e muito popular em todo o mundo. É um alimento de características multifuncionais e de alto valor nutritivo, que está presente diariamente na mesa dos brasileiros, seja no café da manhã ou nos pequenos lanches. Afinal, o cereal vai bem com tudo e sempre temos aquela receitinha prática utilizando a aveia, não é mesmo?

Mas você já parou para pensar porque a aveia é considerada um alimento funcional e quais os benefícios ela traz para a saúde? Então vamos conhecer um pouco sobre o que ela tem a nos oferecer.

Mas o que são alimentos funcionais?

Os alimentos funcionais são aqueles que além do valor nutritivo natural, podem desempenhar um papel potencialmente benéfico na redução do risco de aparecimento de certas doenças. Diversos alimentos que compõe a nossa alimentação possuem propriedades funcionais, é por isso que quanto mais diversificada e variada, melhor. As aveias, por exemplo, contêm uma combinação única de fibras alimentares solúveis e insolúveis, sendo as beta-glucana das fibras solúveis as responsáveis pelo seu potencial funcional.

Qual a composição de nutrientes da aveia?

O cereal contém carboidratos, proteínas, vitaminas, minerais e antioxidantes. Dentre os cereais integrais, a aveia se destaca por apresentar um dos mais altos teores proteicos e um excelente perfil de aminoácidos, com destaque para o triptofano. É uma fonte rica em vitaminas B1, B6 e ácido fólico. Quais os benefícios para a saúde?

Fibras solúveis (beta-glucanas) são substâncias que, quando ingeridas, se misturam na água formando uma espécie de gel, que forra a parede do estômago e do intestino, retardando o esvaziamento gástrico e prolongando a saciedade. As beta-glucanas também estão relacionadas à redução do colesterol total e LDL circulantes no sangue. Este efeito contribui diretamente na redução do risco de doenças cardiovasculares e também auxilia no controle da pressão arterial, e na redução da glicose do sangue. Além disso, as beta-glucanas estimulam o crescimento da microbiota intestinal, ou seja, dos probióticos. Isso ocorre porque ela serve como alimento para os lactobacillus, que são bactérias benéficas que compõe a flora intestinal. Os movimentos intestinais são maiores em consequência da maior produção de ácido butírico pelas bactérias somado ao teor de fibras insolúveis, que melhoram o trânsito intestinal. Assim, as substâncias tóxicas são eliminadas com maior frequência, desintoxicando o nosso organismo. A aveia também faz bem para a pele, melhoram a digestão, equilibra os níveis de açúcar no sangue, ajuda na reconstrução dos tecidos e está ligada ao bem-estar geral, devido a sua concentração do aminoácido triptofano.

Como inserir aveia na alimentação?

A aveia pode ser consumida in natura na forma de flocos adicionados a leites ou iogurtes, como mingau e ainda fazer parte da formulação de uma variedade de produtos como pães, bolos, biscoitos, cereais matinais, massas, bebidas, produtos fermentados, entre outros. Outra opção ainda mais nutritiva é consumir o farelo de aveia, que é a parte externa do grão e mais rico em fibras. Por ter sabor neutro é bem adaptável ao paladar de adultos, idosos, bebês e crianças. A recomendação diária é baseada na quantidade de fibras que deve ser consumida: duas a três colheres, junto com iogurte ou leite desnatado, ambos ricos no elemento cálcio.

Dica Natus

Nossos cereais, consistem de uma linha completa para incrementar seu dia a dia, feitos com matéria prima de procedência e processados com muito amor e dedicação. São três tipos de aveia que a linha Natus tem para oferecer: laminadas, em flocos e o farelo. E não para por aí, as Granolas Granatus também são feitas com aveia da melhor qualidade! Experimente!

por Elenice Cunha Santos - Nutricionista (CRN3: 50373) - [Alimentos e Saúde]